fbpx
close

Carreira

Como conseguir um emprego de programador sem ter experiência?

Fernando Vezzali
Escrito por Fernando Vezzali
Como conseguir um emprego de programador sem ter experiência?
Junte-se a nós!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O grande dilema vivido por profissionais que acabaram de encerrar seus ciclos de estudo é: como entrar no mercado de trabalho em uma área que dediquei tantos esforços, porém, não possuo experiência formal? Agora você pode se arrepender de não ter aceito aquele estágio não-remunerado, ou mesmo aquele que lhe “pagava pouco”. Não se preocupe, ainda há solução. Neste artigo, vamos entender e descobrir como conseguir um emprego na área de desenvolvimento sem possuir experiência!

Ter experiência não é o mesmo que saber programar.

Ter experiência é ter vivência dentro de um ambiente de desenvolvimento, é entender as diversas etapas de produção de uma aplicação ou sistema. É entender outros profissionais, é saber quais são os problemas e como enfrentá-los, frente a árdua tarefa de atender os objetivos do projeto.

Que tal começar antes de terminar os estudos?

Sabemos que muitos centros de estudos ou universidades proporcionam acesso a programas de estágios e trainees. Caso ainda não tenha iniciado seus estudos, considere no momento de escolher a instituição aonde irá estudar. Afinal, uma ajudinha no primeiro emprego ou na obtenção de experiência não é nada mal.

Caso você já tenha iniciado seus estudos, não se preocupe. Procure a coordenação acadêmica e se informe sobre os programas e vagas disponíveis. Além de procurar por parcerias da universidade em diversas empresas do setor. Caso a instituição de ensino que frequenta não possua programas ou parcerias com empresas. Você está por si só.

Mas não está tudo acabado. Diversas empresas em parceria com organizações governamentais, ou não, também oferecem vagas de estágio, de treinee ou aprendiz. Procure os órgãos responsáveis pela disponibilização de vagas de empregos de sua cidade ou o CIEE mais próximo.

E para aqueles que já terminaram seus ciclos de estudo? Não estão mais em oportunidade de se encaixarem em programas de estágio ou trainees? Calma, não se desespere, vamos ver agora como conseguir um emprego na área.

Já pensou em começar como autônomo?

Essa é uma ótima alternativa para começar. Visto que não precisa de experiência para trabalhar para você mesmo.

Um caminho é oferecer seus serviços a pessoas próximas por um valor baixo ou em troca de algo que seja necessário para você. Trabalhando assim é uma forma de contabilizar o tempo que vai levar para desempenhar o serviço oferecido.

Além de começar a pontuar para seu “cliente” a sua análise do problema que ele precisa que seja resolvido e qual a sua solução para ele. Dessa forma fica mais fácil calcular o preço cobrado pelo serviço prestado e, vai poder estimar o tempo que vai levar para ser concluído.

Os pontos acima são importantes, caso você queira seguir como autônomo, mas o intuito é ter experiência na área, então, quanto mais você se empenhar para trazer a solução e, quanto mais trabalhos diferentes você conseguir, maior será sua experiência na área.

Não esqueça de divulgar seus trabalhos. Publique seu código no Github, compartilhe prints em suas redes sociais, fale sobre o projeto em grupos e comunidades, e principalmente ajude pessoas que estão passando pelo mesmo problema que você passou a algum tempo. Sua imagem e sua credibilidade se transformam em autoridade, e mesmo que não consiga um emprego agora, o número de projetos que chegarão até você irá aumentar consideravelmente.

Tenha um projeto para chamar de seu!

Comesse devagar, vá avançando no projeto e transforme uma ideia em realidade. Em seu projeto você pode aplicar as tecnologias em que deseja atualizar-se e quem sabe até ganhar um dinheirinho com ele.

O fato é que, uma vez que você possui um projeto funcional, desenvolvido inteiramente por você, solucionando problemas que você encontrou ou idealizou, é um ponto a se observar na hora de oferecer seus serviços a uma empresa.

As empresas vão analisar a forma que enfrentou o problema e identificar a solução de acordo com o seu sistema. Caso a forma como solucionou problemas seja similar a utilizada na empresa, você está um passo a frente de conseguir o emprego.

Evoluir sempre na carreira

Um desenvolvedor deve ser antenado e estar por dentro de todas as novidades no mercado da tecnologia. Se você não via a hora para se formar e parar de estudar, sinto te informar que não é bem assim para quem está nessa jornada.

O mundo do desenvolvimento anda em uma velocidade assustadora, novas tecnologias surgem a cada dia, e o profissional desta área não pode ficar parado. Para isso uso um ditado; “camarão que dorme a onda leva”. É exatamente assim.

Portanto, continuar estudando é necessário para o mercado. Você pode até encontrar dificuldade para achar tempo para se dedicar a aprender, mas é necessário. Além de aperfeiçoar suas skills como programador, você também poderá entrar em um networking com outros profissionais que podem indicar sua expertise para empresas que precisam dela.

Especialização e networking, você deve fazer!

Linguagens de programação, muitas vezes, possuem finalidades específicas, e de qualquer forma é necessário conhecê-las. Porém, é fundamental entender que, ser um desenvolvedor não é apenas dominar uma linguagem ou tecnologia. Faz parte do trabalho do desenvolvedor definir um escopo, identificar-se com uma função, entender a equipe e utilizar a ferramenta certa para que você possa tirar o maior proveito na realização de uma tarefa.

A partir deste momento, o que vai separar o joio do trigo e, um desenvolvedor sem experiência de mercado, de um sem experiência alguma, com certeza é a especialização e o network que você deve ter. Se especializar em uma tecnologia faz toda diferença para o mercado de trabalho.

Uma especialização pode te render uma vaga de emprego, afinal, você será capaz de passar no teste da vaga com louvor. Conciliar estudo com trabalho e projetos pessoais nem sempre é fácil. Principalmente na área de TI, onde uma pequena distração já te faz perder toda a linha de raciocínio do trabalhado.

Um programador está em constante evolução e aprendizado, até porque pensar como computadores, não é tão simples, uma simples vírgula fora do lugar para chamar uma função pode acabar com aquele bloco de códigos e levar até horas para achar o pequeno “erro” cometido.

Você deve estar se perguntando, onde entra o networking? Faz parte da especialização, veja:

  • Fazer contato com especialistas da sua área;
  • Ir à eventos;
  • Marcar presença em encontros técnicos;
  • Aperfeiçoar seus conhecimentos com cursos, treinamentos e workshops;
  • Ir a feiras de tecnologia também são uma ótima pedida.

São em networks assim que conhecemos profissionais da área, trocamos ideias sobre projetos e experiência, muitas vezes através deles surge uma boa oportunidade de emprego, até mesmo fora do país, por que não? É preciso pensar fora da caixa para se destacar em meio a multidão, sim é uma frase clichê, mas que faz muito sentido quando o assunto é arrumar emprego sem experiência.

Use as redes sociais a seu favor

Quer lugar melhor para começar a procurar seu primeiro emprego? Com a experiência adquirida como autônomo, suas especializações e seu networking, é impossível não conseguir entrar no mercado de trabalho.

Não pense duas vezes em publicar que está à procura de uma oportunidade, diga que está disponível a testes para comprovar seu conhecimento, você ficaria surpreso em saber quanto as empresas gostam de iniciativa e garra.

O mercado hoje, quer profissionais proativos, de iniciativa, por isso, também vale a pena contribuir em projetos Open Source, isso mostra determinação, seja no bate-papo da entrevista ou em seu currículo, constar projetos Open Source, autônomo ou freela, demonstra que você está aberto a novas experiências e que é capaz de trabalhar em equipe ou sozinho.

Normalmente, as vagas disponíveis no mercado com a ressalva: com experiência, causa revolta, entretanto, se candidate a vaga mesmo assim, para as empresas o interessante ter uma pessoa proativa no cadastro. Se você pensa que pode fazer a diferença para a equipe, peça a chance de participar da entrevista e mostre que você vai somar na equipe.

Independente se você tem anos de experiência, se está buscando seu primeiro emprego ou estágio, crie agora seu portfólio. Ele vai falar mais alto que o seu currículo, ou que qualquer outra coisa.

Gostou do artigo? Foi útil para você? Compartilhe para que mais pessoas tenham acesso ao conteúdo e saibam que não são as únicas nesse barco. Ficou com alguma dúvida ou tem uma experiência para contar? Deixe aqui nos comentários, responderei sempre que possível.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Your email address will not be published. Required fields are marked *

One Reply to “Como conseguir um emprego de programador sem ter experiência?”

Bandar Domino Qiu Qiu

I every time emailed this blog post page to all my contacts, as if like to read it next my contacts will too. http://dominoqiu.link/ref.php?ref=DOMINO_QIU

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Junte-se a nós!

Entre para a lista VIP

Agora!

Receba conteúdos exclusivos e com prioridade.